Social Icons

DESTAQUE

PURO STYLE - SE EU TE PERCO (VIDEO)

Puro Style é o grupo que juntou integrantes dos SSP e O2 (N'SexLove) , este video tem como título Se Eu Te Perco, consta do album...

28 abril 2010

E-MAIL DO CASE

Bom dia, Boa Tarde ou Boa Noite... Venho por este meio passar-vos o meu single e o meu video.... Este que tem a participacao do K9 (Meu padrinho na area musical), HOT BOY, RUSGA, CAM e RAGE...
Espero que baixem as musicas, vejam o video e me deem as vossas criticas sobre tudo que eu aguardo pelo vosso "FEEDBACK"

Music
Case - Vira a Cara Remix (Feat. Rage, Cam & K9) [Rusga Prod]

http://www.mediafire.com/?kznd5nqmqzw

Video
Case - Vira a Cara Remix (Feat Cam & K9)
http://www.mediafire.com/?yjnyenzyydi

VIDEO YOUTUBE
http://www.youtube.com/watch?v=KcNH4Tn1V7E

Aqui tem as musicas do meu Mixtape... espero que baixem escutem e me deem o vosso parecer sobre as musicas

Case - Hora Impropria(Case Prod)
http://www.mediafire.com/?r0yydtyeeyn

Case - Vira A Cara(Case & Rusga Prod)
http://www.mediafire.com/?25zz23mozk5

Case- Burlar (mix tape)
http://www.mediafire.com/?lrwyy2ztxkx

Case- Freira (mix tape)
http://www.mediafire.com/?indjwjrqjzk

Case ft. Manyanga- Letras com matematica(Hot Boy Prod)
http://www.mediafire.com/?ty1mywt4t5f

Case- Gingas mais que quem(Case prod.)
http://www.mediafire.com/?2mmjwnom24n

Case- Mulher Para Casar (ft.k9)
http://www.mediafire.com/?zjwo0iunjn2

Case- Run This Town (mixtape)
http://www.mediafire.com/?nz5atymijwn

UM PEDIDO ESPECIAL

Nesta altura já todos ouviram falar Museke Africa Music Awards, muitos também já votaram e continuam a votar, mas segundo as estatísticas do site os artistas lusofonos são os menos votados, dai o nosso pedido. TEMOS ATÉ AO DIA 15 DE MAIO PARA VOTAR NOS NOSSOS ARTISTAS, vamos mostrar que a comunidade lusofona tem espaço, tem talento e somos os melhores de África, como isso é verdade, dê o seu voto a valor da valorização dos artistas lusofonos.
entre em http://awards.museke.com e vote nas categorias abaixo e nos artistas de Angola e Moçambique



LUSOFONIA Awards

Artiste of the Year

Lizha James – Mozambique

Best Male Artist

Ralph Anselmo - Angola

Best Female Artist

Dama do Bling - Mozambique
Lizha James
– Mozambique

Best Album
O Cupido – Ralph Anselmo - Angola

Best African Collaboration
Put it down
– Sasha P/Dama do Bling – Nigeria/Mozambique
Voodoo
– Lizha James/Mandoza – Mozambique/South Africa

Best Music Video
Estilo Xaxhale
- Lizha James - Mozambique

Best Video producer
Andinos Visuals – Angola
DJ Marcell - Mozambique

Best Beat makerBue d beats – Angola

25 abril 2010

MUSICAS PARA DOWNLOAD

Periodicamente recebemos vários e-mails com pedidos de divulgação, assim o conteúdo abaixo nos foi enviado pelos artistas espalhados pelo mundo a fora sejam eles angolanos e moçambicanos para partilhar com o público neste blog. Só pedimos conteúdos noticioso para enriquecer a informação, fiquem atentos que este espaço está permanentemente em actualização, se a sua música já se encontra num servidor e tens informação para o público, então agradecemos enviar para blogdinocross@hotmail.com

Slim Nigga | MEU DIÁRIO

SLIM NIGGA nunca antes falamos de Slim Nigga, mas já disponibilizamos no ano passado uma sua música com o título Cobras e Lagartos, desta vez e como o caminho é para frente SLIM NIGGA começou 2010 com muita actitude, esteve bem em todas as participações e queimou os microfones da rádio cidade (impulso) com um freestyle de muitas rimas.

Meu diário é a sua mais recente música, tema em que retrata o seu dia-a-dia com muita humildade e sinceridade na letra, sempre fazendo menção a Tia Chandinha, para perceber só mesmo mergulhando nas suas composições, para isso ai vai o meu diário e outras músicas que conseguimos disponibilizar.

Meu diário - DOWNLOAD
Tiwa Taku - DOWNLOAD
Ice Team ft. Kilogramas, Lw, Slim Nigga, Bilimbao & K9- Agora e nos - DOWNLOAD
FreeStyle (impulso cidade) - DOWNLOAD


"N" | SOMEGALLAS X MIXTAPE

SOMEGALLAS - DOWNLOAD

ACÇÃO, SKILLS E DRAMA - DOWNLOAD

ROLD B FEAT Hernani da Silva | Continuar a ser

A amizade entre Rold B e Hernani da Silva tem gerado ao hip hop muito boa música a prova disso é este som.
Continuar a ser - DOWNLOAD

REAL STAFF | 2 MÚSICAS PARA O PESSOAL

REAL STUFF é um grupo de Angolanos residentes na cidade do Porto em Portugal e é formado por 5 elementos 1 dj e 4 vocalistas, com o intuito de enriquecer o movimento nos propêm duas musicas, das quais uma no estilo R&B e a outra Rap, os integrantes da Real stuff são: evandro vieira(evd) herlander(tz) evandro Xavier(evandro jr) edwin handa e Mauro(dj kamikazy)

MIXTAPE HIPHOPNOTIZANDO - VOL 1
Demoramos a publicar e de certeza que muitos até já viram postados noutros blogs, tais como: cenas que curto e madtapes, mas está aqui para quem ainda não tem a mixtape Hiphopnotizando do grupo de Hip Hop do bairro Hoji ya Henda em Luanda, neste momento a mixtape está praticamente finalizada, restando apenas a fase de edição.
TRACK LIST
Williako Inigualavel - 2/2
Vinci S - 2/2
Don Wilson - Geração Clássica
N Slim - Geração Clássica
Chiloto - Solo

MUSICAS SOLTAS

[[Mandy Boys]]Swagger Baby+160+DJ Mandy+Black Body e SiLL - DOWNLOAD

DECLINIO moral beca lecalo
Download Link: http://www.usaupload.net/d/8eh0p92fvcs

CAZ BEATZ APRESENTA: BEATAPE
MEDIAFIRE DOWNLOAD
RAPIDSHARE - DOWNLOAD

Sixkim | BIOGRAFIA

Não faz muito tempo que noticiamos Sixkim aqui no blog, retomamos a o fazer por constituir uma noticia de interesse público, ultimamente este cantor tem vindo a surpreender-nos com inumemos actos, por exemplo a sua extreia no mundo da sétima arte, tudo isso e muito mais podemos ficar a saber no seu blog (clique aqui para chegar até lá), mas para não tirar o gosto da boca de quem está aqui a ler, ai vai a biografia deste poeta da vida urbana.


BIOGRAFIA
Sixckim começou a fazer musica desde criança. Escrevia algumas canções quando tinha apenas 12 anos de idade. Começou a fazer Rap em 1992. As suas grandes influências foram : Valdemar Bastos, os Boney M, Bonga, Mamborro, Pedrito, Pongo Love, Pépé Calé, Mbilia Bel, Rochero, Nsuede Nsuede de Kinssundi, Kituxi, Michael Jackson, Tchalamuana, LL Cool J, Public Enemy, NWA, K Solo, Nene Cherry, Queen Latifa, Monie Love, Soul II Soul, Digital Underground, Ice T, Vanilla Ice, Too Short, DJ Quick, De La Soul, Will Smith, Bom Jovi, Guns and Roses, Nirvana, Osy Osborn, Jodecy, Desire, Sade, 2 pac, Notorious BIG, Craig Mack, Wutang Clan, Rackim, Afrika Bambataa, The Fugees, The Roots, Mos Def, Talib Kwali, KRS-ONE.
O seu interesse pelo Hiphop cresceu e o seu desempenho tornou-se mais sério em 1995, quando formou o grupo “Incessantes do Rap”, que contava com apenas dois elementos, cantava nas ruas de Luanda (Angola) e fazia “freestyles” no bairro da Maianga (Luanda). Depois da desistência do seu amigo, continuou cantando a solo. Atuou pela primeira vez em palco em 1996 numa atividade da Feira Popular no Bairro Popular em Angola, organizada pelo radialista Mateus Gonçalves, partilhando o mesmo palco que Africa Preta, Duplo V, Father Mack e Zulu in da House e os N’Sex Love. Em 1997 imigrou para a Africa do Sul para dar continuidade aos seus estudos de engenharia. Continuou a fazer musica e foi membro do grupo de Rap angolano KillaHill em 1999. Foi uma experiência curta e preferiu continuar a carreira a solo.Lançou o seu primeiro trabalho discográfico em 2001 intitulado “Luz E Som”, na África do Sul, com 12 faixas musicais, contando com a participação especial do rapper do Zimbabwe Mizchief. Em 2002 participou no espetáculo da Feira Internacional em Pretoria ao representar Angola, sendo convidado da Embaixada de Angola na África do Sul, acompanhado do músico conceituado angolano, Nguabi Monteiro, que foi membro do grupo As Gingas Do Maculusso. Ainda em 2002 fez a abertura do espetaculo do grupo MESS no cine Karl Max, ainda em 2002 foi convidado numa das edições ao vivo do programa televisivo da TPA Janela Aberta, foi convidado a atuar num dos espetaculos da radio nacional partilhando o mesmo palco que Dog Murras, Margareth de Rosário e os Kiezos. Em 2003 participou na primeira edição do Hiphop Fashion Show na África do Sul com a presença de artistas como Perola (Diva de Angola 2009), Digital Mindz etc.. Foi convidado a participar em espetaculos organizados pela Igreja Mana em Joanesburgo. Em 2003 participou no espetaculo dos Puro Style que contou com a presença de Big Nelo, dos O2 e dos KillaHill em Braamfontein, Joanesburgo. Parou de cantar durante algum tempo dando prioridade aos seus estudos de engenharia. Formado em egenharia, Sixckim tambem é colaborador em programas de radio como o programa Big Show Cidade da radio Luanda e o programa Eclético FM da radio Escola desde o ano 2009. Neste momento Sixckim esta de volta aos palcos com mais um trabalho discográfico intitulado “INCOLOR”. O album conta com 14 faixas musicais ineditas e com a participacão de artistas angolanos e internacionais como Norgui do Gabão, Benizia de Angola, Beibi Max de Angola, WD de Mocambique, Djamila Miranda de Angola, CF, Jack Kanga, Kanda e Paulo Matumina. Este album, mais esperado por muitos apreciadores de musica, vai ser lançado em Luanda em Setembro de 2010.

16 abril 2010

PLAGIOMOTO

O processo de produção musical em Angola já gerou bastante contestações, este texto trás de volta a abordagem do tema Plagiomoto, termo extraído da palavra terramoto, assim sendo chama-se plagiomoto ao espaço radiofónico do programa RC que aborda as músicas compostas por sample confundindo-se com plágio.

Na verdade os artistas evitam falar sobre este assunto, porque não aceitam como ele é abordado na rádio, muitos chegam mesmo a dizer que Miguel Neto(o apresentador do programa), não procura só apelar a originalidade dos artistas no caso de confirmar-se plágio, mas também e com principal interesse manchar a sua imagem, sobretudo quando já tiveram situações de dissabores. E porquê estamos a tocar nesta ferida? porque depois de alguns anos parado, o plagiomoto volta a rádio e a criar indisposição aos artistas. Segundo Miguel Neto na altura em que criou o espaço, o plagiomoto é o espaço em que os artistas são chamados a investirem na originalidade. "Nível!!!" como é chamado pelos mais chegados, falando-nos oficiosamente reconhece que "Quanto ao sample ser arte lá isso é verdade, mas precisa o artista mencionar que fez".


Essa situação em que alguns artistas são chamados de plagiadores na rádio, levou-nos a conversar com algumas referências no movimento hip hop lusofóno para entender melhor o que é sample e o que é plágio, muitos mostraram-se indisponíveis para falar sobre este assunto, temendo que as suas opiniões pudessem gerar mais desentendimento, situação não recomendada nem agora nem nunca. O blog percebe perfeitamente e agradece, maior agradecimento vás para Dj Beat Keepa e Gjo que diante nas nossas perguntas responderam:


Beat Keepa (TRACK RECORDS)

BLOG: No seu entender o que é sample?

BeatKeepa: Sample: não precisa ir muito longe, a própria tradução para português por sí diz tudo. "amostra", fazer sample para mim é pegar uma amostra de uma musica e dar uma nova forma de estar. O mérito do "samplador" está na criatividade e visão.

BLOG: O plagiomoto apresentou algumas músicas como Plagio, que denominação das a estas músicas, plagio ou sample?

BeatKeepa: Na minha opinião é puro plágio. o plagio começa a partir do momento em que a pessoa não divulga a fonte em que extraiu a amostra e em alguns casos nem se trata de extraír amostra mas sim refazer a música. Na minha opinião é plágio sim porque rouba o mérito de quem compôs a música original.


BLOG: e quando se menciona a fonte e não se pede autorização para usar o samble?

BeatKeepa: Aí deixa de ser plágio e passa a se chamar roubo. A actitude de qualquer das maneiras é errada


Blog: Mesmo citando a fonte?
BeatKeepa: Sim porque passa a ser uma questão de dinheiro, estarás a ganhar dinheiro as custas de uma pessoa que não ganha nada e nem te autorizou. É menos grave que o plágio mas também é incorrecto. Principalmente quando a musica tem objectivos comerciais.


BLOG: E o correcto o que é? pedir autorização a Michael Jackson (exemplificando) por uma música sua

BeatKeepa: O correcto seria fazer a musica, entrar em contacto com o autor e/ou Editora que detém os direitos da obra e pedir autorização, negociar os termos de uso e dividir os lucros se autor assim o exigir. Temos que respeitar sempre o dono da obra. Eu particularmente já fiz muitas "boas" músicas mas não cheguei a lançar por não encontrar acordo com o autor.


BLOG: E em relação os softwares de produção musical estes trazem samples, que quase todos os produtores usam, usar estes samples nao é plagio? se sim afinal a que se deve a existência destes sons no software

BeatKeepa: falando de softwares de renome não vejo como correr esse risco porque eles não colocam trechos de musicas registadas nos software, falando do reason, protools, cubase, etc. Os trechos que eles colocam nos programas foram feitos por eles mesmos e as vezes colocam alguns loops de beat simplesmente o que não é plágio.


BLOG: E quando há coincidências de trechos usadas em duas músicas? este Facto aconteceu com Phathar Mak(Angola) e os DRP(Moçambique) nas músicas "Coisas da Vida" faixa nº 4 do álbum sangue, suor e lágrimas e faixa nº 4 do álbum "Era uma Vez" respectivamente. (Phathar Mak Vs DRP - MIX - DOWNLOAD) (*)

BeatKeepa: Eu acredito que essa questão seja muito complexa e merece um estudo mais profundo e ser julgado por profissionais de direito mais competentes. mas na minha modesta opinião o produtor que se preze tem que evitar melodias já compostas. Os fazedores dos programas o fazem para vender pois sabem que os programas além de serem utilizados por profissionais muitos amadores também "brincam" de fazer musica. Eu não aconselho a usar melodias compostas porque corres o risco de desprestigiar o teu trabalho.


BLOG: Neste caso as mixtapes editadas e comercializadas? que comentários tens a fazer?

BeatKeepa: Honestamente eu não concordo com essa "nova" tendência de usar as mixtapes para desrespeitar as obras dos músicos. Pegar instrumental americana sem autorização e gravar uma nova musica na minha opinião é uma palhaçada e um retrocesso as conquistas conseguidas com com muito suor por vários artistas que trabalharam para fazer o hip hop lusófono ser respeitado.


BLOG: Mas estes americanos deixam seus instrumentais na internet com que propósito afinal? não será para usarem nas mixtapes?

BeatKeepa: O propósito é exactamente esse. vocês ainda não se aperceberam da estratégia dos americanos. Nós estamos a ser mentalmente escravizados. Quanto mais nós os emitarmos mais longe estamos de os alcançar.


BLOG: Então concordas que o plagiomoto deve continuar?

BeatKeepa: ya, concordo e gostaria de implementar aqui em Moçambique se tivesse disponibilidade de tempo. É importante para mostrar quem trabalha e quem é abutre. O abutre aproveita-se do esforço dos outros, não vai a caça fica a espera dos caçadores acertarem e depois fica a comer nos restos sem autorização.


BLOG: últimas considerações
BeatKeepa: Precisamos criar, eu não sou contra sample mas aconselho duas coisas.

1. evitar fazer dinheiro com as obras dos outros.

2. sempre que possível buscar samples cá em África (devidamente autorizado, claro) não sou nenhum santo mas se tiver que fazer um sample pelo menos revelarei a fonte.


DjO (GprO)
BLOG: No seu entender o que é sample?

Djo: Wikipedia = In music, sampling is the act of taking a portion, or sample, of one sound recording and reusing it as an instrument or a different sound recording of a song.


Traduzido pelo google = Na música, a amostragem é o ato de tomar uma parte, ou amostra, de uma gravação de som e reutilizá-la como um instrumento ou uma gravação de som diferente de uma canção.


Não serei eu a inventar a roda, achava que já tínhamos passado o tempo de supormos ou cada um ter a sua opinião sobre algo que já está definido...Mas já que insistem : Sample para mim é um trecho, geralmente curto, de uma música existente que é reutilizada de variadissimas formas podendo-se assim criar e tocar uma nova música.


BLOG: O plagiomoto apresentou algumas músicas como Plagio, que denominação das a estas músicas, plagio ou sample?

Djo: Das que ouvi, apenas deram exemplo concreto com a música da Pérola por isso só posso comentar. Será plágio se não compraram os direitos de autor da música para produzir uma versão em português. Se isso foi feito, não se trata de plágio, trata-se de fazer uma versão autorizada de uma música já existe. Se não foi feito...bem...


BLOG: De acordo com o seu conceito de sample quando é que essa pratica é considerada plagio?

Djo: Há países com isso estipulado é bem regrado. Se a tua musica é semelhante a de outro, passa a ser plágio se tiver um numero X de "tempos" ou compassos em que as notas e as progressões ou outras características da musica for idêntica torna-se plágio. Não há nada a inventar, outros já o estudaram.


Mas isso se aplica mais quando se cria musicas semelhantes. Quanto ao sample, poderemos facilmente ser chamados de plagiadores se cortarmos 4 a 8 tempos de uma música e colocarmos em baixo os drums e tá a andar...Eu chamaria de MAU SAMPLING mais que outra coisa, mas essa é a minha opinião.


BLOG: há muitos plágios em Moçambique?

Djo: Em Moçambique existe e há varios anos e continua. Várias pessoas pegam em hit´s internacionais, recriam o beat igualzinho, claro que a sonoridade é diferente pelos meios de produção e mistura, e depois cantam em português ou outra língua. Mesma melodia, outra língua... Existem vários a fazer isso, mas há um que se destaca porque faz muito sucesso e poucos percebem pois esse não copia hits internacionais modernos, mas alguns menos populares e mais antigos, então faz-se passar por grande produtor.


BLOG: Que incentivos tu deixas para quem pratica o samble?

Djo: Não preciso incentivar...quem está a criar realmente sabe que o faz e por isso nunca se deixará abater pela ignorância ou inveja de outros . . . O sampling é uma arte, o sampler é o instrumento moderno. É só andar para a frente...


BLOG: Última pergunta, do rap feito em Angola maioritariamente o que já ouviu é sample ou produção? ja identificou algum plagio?

Djo: O sample é produção... mas percebo a pergunta. Não sei dizer porque não acompanho com tanta intensidade. Identifico muito estilo americano em alguns casos (mais que em Moçambique), noutros a parte angolana bem patente nos sons...plagio, o último que me lembro foi um sucesso RnB vosso de há uns 5 anos atrás...Mas como disse, não acompanho o suficiente para opinar com segurança.


NOTA:

Esta reportagem não é um beef nem incentivo para criar-se desarmonia com o Programa RC ou o seu apresentador Miguel Neto, quando se pensou em fazer isso, solicitamos e nos foi enviado alguns trechos passado no espaço plagiomoto para a analise e apreciação da comunidade hip hop espalhada na diaspora.


Façam download do plagiomoto e não deixem de comentar se é plagio ou sample

(*) - musica completa de Phathar Mak e os DRP usada neste texto - DOWNLOAD
PLAGIOMOTO - DOWNLOAD

BREVEMENTE

14 abril 2010

BLOG EM ACTUALIZAÇÃO

Fiquem atentos este fim de semana,
TEMOS NOVIDADES
JÁ OUVISTE FALAR EM PLAGIOMOTO? SABES O QUE É PLAGIOMOTO OU PRATO QUENTE? fique a saber de tudo isso ESTE FIM DE SEMANA
Conversamos com:
BEAT KEEPA (TRACK RECORDS)
E DJO (GPRO)
DYGO BOY (MAGNEZIA)
FREESTYLE DE RUA OU ROMPIMENTO?
as 18horas de domingo enfrente a igreja sagrada família

02 abril 2010

CMC videos

Bloco Operatório

Recebemos algumas cenas do irmão mwangolê Autopsiah, residente em Cape town, mas que tem todas as antenas viradas para a Banda, dai, não querendo ficar fora do movimento hip hop, enviou-nos algumas tracks que vai ai em Download

Artist:Young C
beat:Autopsiah
NOTA:Este mano é angolano mas dropa em Ingles, e como a música é uma lingua universal ai vai
Em estúdio preparando algumas cenas para ainda esse ano, enquanto se espera ai vão algumas músicas para o pessoal

TRACK LIST
Broken Dreams feat: J.O.S,ferox Mc & Qd
beat Qd
Du tuxo para u mundo
beat:Autopsiah
Cinismo Liriko
beat:Autopsiah
Who we be(freestyle) feat:Young C & Billahill
beat:Billahill

Dinheiro Limpo

Segue a tua inspiração é a linha de pensamento da marca "Dinheiro Limpo" que conta com os toques mágicos de ell puto, Diplomata e Brilho, na produção de instrumentais de alta qualidade musical para serem cuspidas pelos repistas Laylow, Hernani, Dice, Blanco e T-rese com a finalidade de elevarem o mundo da musica Moçambicana para um outro patamar.

Vamos chamar "Dinheiro limpo" a definição de força de vontade, dedicação e amor a música que está nos corações e vozes de cada um destes 8 artistas.

Alguns passos já foram dados e as ruas são testemunhas, naturalmente algumas pessoas ainda não puderam saborear do bom rap desta tropa, para estes ai vai:

T-Rese
É a primeira lady do grupo Dinheiro Limpo, ja repa ha algum tempo mas por motivos académicos só agora pode "mostrar" ao pessoal o que ela tem pra dar pela música !
Este é o seu primeiro Single, que leva o título " Eu não quero saber " e foi gravada e produzida num estudio na África do Sul durante o tempo em que ela esteve la a estudar.

It's official now, a esperada música do laylow chegou para agradar a todos os apreciadores de boa música.
LayLow, bem conhecido pelo seu flow magnífico e as suas barras quentes, desta vez vem com o som O Que Não mata Engorda, com a produção do ell puto.
Esta música surgiu partir da música do Kanye - Stronger... o resto vocês vão saber depois de ouvir a música...

Blanco, rapper que se tem notabilizado na arena do Rap teve participações consecutivas em várias músicas conhecidas por "comboios". Em 2009 ele lançou a primeira música a solo entitulada "Teu Damo" com a participação e produção do ell puto ( download aqui ).
Em 2010 entrou no grupo Dinheiro Limpo e fez um novo som que também conta com a produção do ell puto, "attracted" ...
Não perca tempo, faça o download aqui !

PEDIDO DE DESCULPAS

Fazendo ênfase ao dia das mentiras, somos ousados em publicar o regresso de Paul G e Kuddy aos SSP, na verdade foi uma brincadeira que pelos vistos soa a mal gosto. Os comentários levaram-nos a crer que seria bom que fosse verdade, mas infelizmente não é.

Alguns perceberam que uma noticia desta a ser apresentada no dia das mentiras só poderia ser mentira, outros viajaram na emoção e deram asas ao sonho de ver os SSP juntos outra vez, a estás pessoas vai o nosso humilde pedido de desculpas, temos consciência que não se brinca desta forma, mas enfim.

Desculpa aos fãs dos SSP, outro pedido de desculpa vai também ao Big Nelo que de certeza deve ter sofrido com telefonemas.

01 abril 2010

KUDDY e PAUL G, voltam aos SSP

BIG NELO, Paul G, Kuddy e Jeff Brown juntos formam os SSP, um grupo que dispensa qualquer apresentação até para esta nova geração, o rap angolano começou a ganhar patamar internacional com a saída dos discos que este grupo foi lançando ao longo da sua carreira, Em Angola também ouve revolução com os discos dos SSP, por um lado contestações dos outros grupos de rap, que na altura apelavam por um rap mais ao estilo underground e por outro lado e é indiscutível este facto, SSP abriu as portas para a música jovem angolana e afastou comentários de que rap era música de marginais e drogados.

Em 2008 uniram-se para o show carreira dos SSP e foi o maior sucesso, foram 2 incríveis espectáculos que reuniram o maior numero de fás no Cine Atlântico. 2010 a pedido de várias famílias são estão outra vez os SSP com Kuddy e PaulG unidos a Big Nelo e Jeff Brown em estúdio (Portugal) para dar mais um passo na sua carreira, segundo declarações de Big Nelo ao blog este disco encerrará definitivamente a carreira dos SSP como grupo, eles vão permanecer a solo e deixar que a marca SSP mantenha-se como o palmares que alcançou.

Infelizmente Big Nelo enviou a música apenas para escuta a fazedores de opinião pelo que não vai a público até a sua autorização, coisa essa que não tarda a acontecer.

 

Contactos

DINO CROSS +244912204076
http://www.facebook.com/BlogDinoCross

Até agora (desde 20 de Março/08)

free hit counter

Blog Archive

 
Blogger Templates