Social Icons

DESTAQUE

PURO STYLE - SE EU TE PERCO (VIDEO)

Puro Style é o grupo que juntou integrantes dos SSP e O2 (N'SexLove) , este video tem como título Se Eu Te Perco, consta do album...

21 novembro 2007

ANGOLA - SSP “Os quatro elementos” juntos outra vez

A amizade falou mais alto

Os bons filhos sempre voltam a casa, a pedido dos fãs Paul G e Kuddy voltam aos SSP para um espectaculo de encerramento de ano. Segundo Big Nelo o espectaculo está a ser programado entre os dias 27 e 28 de Dezembro de 2007.

Depois da experiência positiva que foi o último espectaculo do grupo em Luanda, em que o público foi surpriendido com a presença em palco do Kuddy, desta vez os fãs poderão recordar as coreográfias, os sucessos e as brincadeiras que caracterizaram a carreira dos SSP.

Ficou como promessa a gravação de mais um álbum do grupo SSP (Jeff Brown, Kuddy, Paul G e Big Nelo), logo após o promoção e venda do álbum a solo de Paul G, vamos esperar que isso aconteça de facto, e que a amizade que une os quatro elemento do grupo continue a falar mais alto, principalmente em nome dos 16 anos de hip hop dos SSP, e dai sairem mais e mais albuns.

Parabéns a esta amizade que se reflete em bastante cumplicidade e levará aos palcos a representação de uma parte significante da historia do hip hop angolano.

Por www.hipflickz.com (Dino Cross)

Moçambique - Eles foram mal interpretados

Ainda em torno do Dzukupanza

Neste ritmo será normal classificar os artistas moçambicanos de polémicos, depois do “zum zum” do Azagaia, Dama do Bling agora é a vez da “Gpro”, que até ao momento que se publica este artigo estão a ser vitimas de inumeras criticas e ofensas morais públicas, tudo isso ainda em torno da música “Dzukupanza”, onde Duas Caras e Sem Paus, fazem uma critica para os dj’s e à midia no geral por apadrinharem o estilo regional panza, tratando desta forma o hip hop e outros estilos como enteados.

A intenção foi boa mas as reações foram salgadas, artistas do estilo panza responderam a música com beef, e outros foram até mais longe, programas radiofonicos e televisivos proferiram ao seu intender comentários nada saudaveis aos ouvidos da Gpro, houve um programa que preparou uma armadilha e Duas Caras caiu, alias qualquer um poderia ser vitima, quem é que vai duvidar da seriedade e profissionalismo de um programa televisivo? Faltou imparcialidade no programa e Duas Caras foi julgado como se fosse o responsável pela pobreza em África ou o Bin Landen para o Mundo. Nisso o Mega Júnior aproveitou e diante das camaras ofendeu o “Tio Duas” (como é carinhosamente chamado), está actitude foi tão reprovada que Djo(Gpro) não teve argumentos suficiente para impedir o amigo e parceiro Duas Caras a responder em beef que contraria os principios do grupo, Djo argumentou ainda que “Tio Duas” teve uma actitude intelegente em não responder da mesma maneira na televisão, pois poderia haver crianças a assistir o programa, e a Gpro prima pela boa educação. Mas a resposta foi dada em forum apropriado para o efeito, um beef que hipflickz.com disponibiliza para download.

Entre as reações algumas não falam o nome da Gpro dai que não podemos classificar por falta de certeza, embora que dá para relacionar uma coisa a outra, por exemplo DJ Damost e Danny O.G (rapper agora do panza) usaram e distribuiram aos mais chegados no sábado, dia 27 de Outubro no Coconuts, T-shirts com escritas “estão com inveja”, e nesta mesma discoteca toca a música do N’star com Danny OG onde dizem “Estão a criticar porque se você gosta, a tua mãe gosta, teu pai gosta etc. Etc).

A verdade é só uma, Duas Caras tem se revelado defensor do hip hop moçambicano, que em tempos fora dado por morto por muitos mc’s que abandoram o movimento e converteram-se para o estilo regional panza. Persistem no hip hop Azagaia, Dama do Bling, Três Agah, DRP, 100 paus, Face Oculta, o pessoal da Cotonete Records, Trio Fam uma lista não muito curta, mas também não muito vasta. Como disse Djo e nós hipflickz.com subscrevemos, a luta não é contra os músicos, é pela diversidade músical, em Angola ja vivemos este problema e de certa forma continuamos a sentir na pele o que é fazer hip hop no verdadeiro sentido da palavra e a maioria preferir ouvir e comprar kizomba ou kuduro, e nas radios se não for no Big Show Cidade ou Canal Hip Hop não se ouve rap, nem mesmo nas festas.

Vamos fazer hip hop

Por Dino Cross – www.hipflickz.com
 

Contactos

DINO CROSS +244912204076
http://www.facebook.com/BlogDinoCross

Até agora (desde 20 de Março/08)

free hit counter

Blog Archive

 
Blogger Templates